Conteúdo para usar, partilhar, comentar e explorar

Hoje publiquei no KMOL um pequeno post sobre um dos produtos que produzi na minha colaboração com a AIP-CCI no projeto “be IN”. O projeto “be IN” visou envolver a sociedade numa reflexão para o futuro a Europa, desafiando os cidadãos a identificar desafios e oportunidades e a partilhar ideias […]

Hoje publiquei no KMOL um pequeno post sobre um dos produtos que produzi na minha colaboração com a AIP-CCI no projeto “be IN”.

O projeto “be IN” visou envolver a sociedade numa reflexão para o futuro a Europa, desafiando os cidadãos a identificar desafios e oportunidades e a partilhar ideias e soluções. Foram assim criados momentos presenciais – os Fóruns “be IN” – e online – nomeadamente uma página no Facebook e no Linkedin, para que as pessoas pudessem fazer parte deste exercício de cidadania em busca de um país melhor.

O projeto chegou ao fim e se parte do briefing era a produção de um relatório a enviar para Bruxelas com as prioridades e principais ideias avançadas, outra parte não menos importante era o elemento de diálogo e participação da sociedade. E esse diálogo, a meu ver, não deve terminar quando o “projeto” chega ao fim e não deve ser inconsequente.

Por isso sugeri a manutenção do site do projeto mas com características bem diferentas das que manteve durante o projeto propriamente dito.

transformámos o site de apoio ao projeto, centrado nos fóruns “be IN”, num site que destaca o material e convida as pessoas a explorar e a co-construir.

O site que agora se encontra é um convite:

  • à consulta de informação que lá se encontra
  • à partilha objetiva
  • ao diálogo através dos comentários
  • à exploração.

Página inicial do site "be IN"

Como refiro no meu post no KMOL, gostaria que o site progredisse e avancasse ainda mais além de forma a proporcionar uma navegação mais aleatória, mais exploratória, mais surpreendente. Afinal de contas, é das conexões inusitadas que surgem as novas ideias, os momentos “uau” capazes de transformar uma vida, uma empresa, uma região, um país ou até mesmo o mundo em que vivemos.

Mas, um passo de cada vez! Vamos ver o resultado do que ali se encontra e vamos aguardar por um projeto seguinte onde passa dar forma a estas ideias.