Reykjavik melhor

Reykjavik. Foto de Andreas Tille @wikimedia

Reykjavik. Foto de Andreas Tille @wikimedia

Após experimentar um devastadora crise financeira em 2008, a população islandesa passou a desconfiar profundamente não só dos mercados, mas também do processo político. Foi nesta época que Robert Bjarnason e Gunnar Grimsson começaram a construir a ONG Citizens Foundation.

Neste artigo Bjarnason conta sobre o “Reykjavik melhor”, o principal projeto da Citizens Foundation. No site do projeto, lançado uma semana antes das eleições municipais, todos os partidos tinham espaço para postar, debater e priorizar ideias para políticas públicas. O partido que estava à frente das pesquisas (Best Party) aderiu ao projeto, o que fez com que mais de 40 mil pessoas participassem com mais de mil ideias debatidas e priorizadas em duas semanas. Muitas das ideias mais votadas vieram a ser implementadas pela prefeitura.

O sucesso do projeto o transformou em parceria oficial com a cidade de Reykjavik, o que criou um diálogo entre os cidadãos e seus governantes. Como um desdobramento foi lançado em 2012 o “Vizinhanças melhores”, projeto de orçamento participativo.

 

Sem comentários ainda

Comentários